Arquivo da categoria: Pintura

Artista da Vez: Leonardo da Vinci

Padrão

Leonardo di ser Piero da Vinci foi um renascentista italiano polímata: pintor, escultor, arquiteto, músico, cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, geólogo, cartógrafo, botânico e escritor, além de gênio. Era conhecido como um homem de “curiosidade insaciável” e “imaginação febril inventiva”, também é considerado um dos maiores pintores de todos os tempos e como possivelmente a pessoa dotada de talentos mais diversos a ter vivido. Segundo a historiadora de arte Helen Gardner, a profundidade e o alcance de seus interesses não tiveram precedentes e “sua mente e personalidade parecem super-humanos para nós, e o homem em si misterioso e distante”.  Marco Rosci, por outro lado, afirma que enquanto há muitas especulações sobre Leonardo, sua visão sobre o mundo era essencialmente lógica e que seus métodos empíricos utilizados para a época eram incomuns.

Auto Retrato. Proporções da Figura Humana.

Leornardo escrevia da direita para a esquerda utilizando um espelho para inverter a escrita. Por ser canhoto, dessa forma, facilitava a sua escrita e impossibilitava sua mão manchar a tinta ainda fresca no papel. O motivo dessa escrita, acredita ser, para prevenir o acesso não autorizado de pessoas às suas ideias e invenções. Clique na imagem acima para ampliar.

Mona Lisa.

Essa pintura de Da Vinci se tornou tão famosa que dispensa comentários, né?! Mas é sempre bom lembrar seus detalhes. A pequena tela conhecida como Mona Lisa ou “la Gioconda” tem o sorriso indescritível. O mistério existe talvez pelas suaves sombras que o artista aplicou próximo a boca e aos olhos até que a real natureza do sorriso não pode ser determinada. Essas sombras utilizadas na obra são conhecida como “sfumato“. Vasari disse “o sorriso é tão agradável que parecia mais divino do que humano, e aqueles que o viram ficaram maravilhados por perceber que parece tão real quando o original”.

Virgin of the Rocks.

A Virgem e o Menino com Santa Ana.

A Última Ceia.

Eu gostaria de aproveitar para parabenizar todos os Leonardos que existem! Ter um nome de gênio é sem dúvida um passo para muito sucesso e alegria! Um parabéns super especial para o meu sobrinho que nasceu hoje! A felicidade é muito grande ao ver o sorriso do Leonardo! Parabéns para os papais mais lindos do mundo! Parabéns pela família linda! Amamos vocês! ♥

Fonte:   Insource Technology     /     Wikipedia       /      Wikipédia

Anúncios

Artista da Vez: Lucian Freud

Padrão

Lucian Michael Freud nasceu em Berlin em 20 de junho de 1922 e morreu em 22 de setembro de 2002. Mudou-se com sua família para a Inglaterra em 1933, onde foi naturalizado. Iniciou seus estudos em Central School of Art, em Londres e logo em Cedric Morris’s East Anglian School of Painting and Drawing em Dedham. Sua primeira exposição solo foi em 1944 na Lefevre Gallery. Freud tinha como tema principalmente as pessoas de sua vida: amigos, família, colegas pintores, amantes, crianças, etc. Como ele disse: “O assunto é autobiográfico, é tudo a ver com esperança, memória, sensualidade e envolvimento real.”

Lucian Freud

“Eu pinto pessoas  não precisamente pelo que elas parecem, não exatamente pelo que elas são, mas em como elas se tornaram.” Lucian Freud.


Imagens nítidas de sua juventude vai contrastar com as obras de sua maturidade, pinturas cheias de vida e animação, cada um, à sua maneira, uma celebração. Tate Britain

Fonte: Tate Britain

Artista da Vez: Gustav Klimt

Padrão

Gustav Klimt nasceu em 14 de julho de 1862, em Viena, e morreu em 6 de fevereiro de 1918. Foi um pintor austríaco simbolista e também destacado dentro do movimento Art Nouveau, fundou o movimento de Secessão de Viena, ou Secessão Austríaca, que foi o protesto dos artistas às normas tradicionais, artísticas e étnicas da época, era uma busca de estabelecerem uma identidade de grupo para o país.

Klimt.

Klimt. Adele Bloch Baue. 1907.

Klimt. Hygeia. 1898

Klimt. Danae. 1907-08.

Klimt. The Kiss. 1907-08.

Em “O Beijo” (1907/08), ou Der Kuss no original em alemão, baseado em si mesmo e na sua amante Emilie, a mulher fatal aparece submissa, comunica uma sexualidade latente. “O Beijo” constitui o auge do período dourado e torna-se o emblema da Secessão.

Klimt. The Virgin. 1912-13.

Klimt. Judith I. 1901.

O filme “Klimt” foi lançado em 2006 e tem como diretor Raoul Ruiz. Quem interpreta Klimt no filme é o ator John Malkovich. O filme relata a história de Klimt e suas pinturas sensuais que passaram a representar o estilo Art Nouveau do final do século 19 e início do século 20.

Klimt. O Filme.

Fonte: Gustav Klimt / Secessão de Viena / Klimt [Filme] IMDB

Vai um Tutorial aí?!

Padrão

Tutorial de pintura digital! Aaaah! É muita novidade pra mim, estou estudando pintura digital e esse tutorial me ajudou 90% em muita coisa, acho mais do que justo compartilhar com vocês.  Nesse vídeo (abaixo) tem todo o processo da pintura digital, com ótimas dicas e no link tem o download das brushes usadas no vídeo! (tem noção?!) Agora é só por as mãos nos pixels!

Esse link vai para a página do DeviantArt da artista francesa Diane Özdomar, lá tem todos os 8 links para os tutoriais e também o download das Brushes. Vou deixar aqui  no blog o link para o primeiro vídeo, mas não deixe de assistir até a última parte! : )

Pintura com Shapcott

Padrão

Descobri a pouco tempo o artista americano Michael Shapcott! Ele mistura em suas telas (que vi no tutorial logo abaixo) tinta acrílica dissolvida em água. Também vi em seus tutoriais que, após a secagem da tinta acrílica, ele utiliza a aplicação de tinta a óleo (para iluminar e dar brilho), até onde eu sei (a mistura das tintas) poderia craquelar a pintura, não sei o método que ele usa, se alguém souber, deixem no cometário, por favor! : ) Ah! A única coisa que não mostra no vídeo que eu acredito que ele usa é um bom fixador para o grafite na tela!

Michael Shapcott é um artista brilhante! Amei o trabalho dele, colorido, desenhos com traços marcantes e sempre com fortes expressões. Lindo! Pra quem se interessou, confere o site e a página do vimeo dele:

Michael Shapcott: Site Oficial e Vimeo

Artista da Vez: Otto Cavalcanti

Padrão

Voltando depois de um longo tempo longe do blog, trago pra vocês: Otto Cavalcanti! Semana passada, tive o prazer de ir a sua exposição aqui na Universidade de Fortaleza “Do Brasil à Catalunha” e fiquei MUITO encantada! É uma explosão de cores que inspiram você….  simplesmente genial!

Otto Cavalcanti

Tela de Otto Cavalcanti

Tela de Otto Cavalcanti

Tela de Otto Cavalcanti

Infelizmente a exposição já saiu de cartaz, mas vale a pena pesquisar sobre a vida e obra de Otto Cavalcante! Essa é uma excelente inspiração para a semana!

Otto Cavalcanti no Facebook

Raimundo Cela

Padrão

Raimundo Brandão Cela nasceu em Sobral, Ceará em 1890. Mudou-se para Fortaleza em 1906, estudou no Liceu Cearense onde se diplomou bacharel em Ciências e Letras. Matriculou-se, em 1910, na Escola Nacional de Belas Artes como aluno livre no Rio de Janeiro, estudou com Zeferino da Costa, especialmente, desenho com modelo vivo, e com Eliseu Visconti e Batista da Costa, a pintura. Ao mesmo tempo, inscreveu-se na Escola Politécnica, pois queria se tornar engenheiro. “Na Europa, estudou gravura com FRANE BRANGWYN, pintor, gravador e litógrafo inglês. Ganhou Medalha de Prata, em 1916, e em 1917, ganha Prêmio de Viagem ao Exterior no Salão Nacional de Belas Artes.” Fonte: Guia CE

 

Tela de Raimundo Cela

Tela de Raimundo Cela

“A pintura de Raimundo Cela consagra motivos regionais cearenses – pescadores, jangadeiros, beiras de praias com coqueiros, tipos nordestinos -, tratados com grande realismo, com auxílio de um desenho correto e de um colorido subordinado à realidade. Certo rústico expressionismo se evola dessas obras sólidas, que estilisticamente se situam à margem do modernismo, mas que ainda assim conseguem convencer pelo que possuem de íntima energia, de sinceridade e de emoção.” Fonte: Guia CE

Ilustração de Raimundo Cela

Tela de Raimundo Cela

Após sua morte (em 1954, no Rio de Janeiro), é criada a Casa Raimundo Cela, Centro de Artes Visuais, em Fortaleza, onde ocorre, em 1970, uma mostra de artistas cearenses com o lançamento de uma monografia sobre o artista. Em 2004, é lançado o livro Raimundo Cela: 1890-1954, de autoria de Estrigas, pela editora Pinakotheke. “Informações do site Itaú Cultural

Significativo acervo de sua obra pode ser visto no Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza.

Av. da Universidade, 2854
Benfica – Fortaleza – CE
Fone: (85) 3366-7481
Fax: (85) 3366-7610
webmauc@mauc.ufc.br

Fonte:
Itaú Cultural
Guia CE
Pesquisa e Texto: Roberto Galvão – Artista Plástico e Pesquisador

Artista da vez: Juarez Machado

Padrão

Ontem eu fui surpreendida com um presente que me alegrou imensamente: um livro de Juarez Machado com ilustrações e telas dele. P-E-R-F-E-I-T-O. Muito obrigada, meu amigo! : )

Juarez Machado

Juarez Machado nasceu em Santa Catarina, Brasil, em 1941; estudou em escolas de artes de Curitiba e em 1966 mudou-se para o Rio de Janeiro. Nessa época além de pintura, ele também se interessou em cenografia, ilustração, escultura, desenho e gravura. Ele mudou-se para Paris em 1986, onde mora ainda hoje. Enfim uma história feliz onde a pessoa ainda vive e faz coisas belíssimas e inspiradoras. A vida é muito boa.

"Femme au Robe Orange" Juarez Machado

"Bistro" Juarez Machado

Tela de Juarez Machado*

"The Last Tango" Juarez Machado

"Tango a Robe Rouge" Juarez Machado

Tela de Juarez Machado*

* Não achei o nome da tela. : (

Muito feliz em ter boas referências das obras de Juarez Machado, um dos artista que eu mais admiro atualmente! ♥

Uma feliz sexta par todos vocês! : *

Fonte: Juarez Machado

Artista da vez: Amadeo Modigliani

Padrão

O artista desse semana é Amadeo Modigliani. Modi, para os íntimos.  Modigliani tem grandes fãs pelo mundo todo  por seus traços longos e cores fortes, além das formas alongadas e muita expressão.

“seus trabalhos possuem um estilo inconfundível: figuras alongadas, de pescoço comprido, rosto oval ligeiramente inclinado e olhos marcados por dois pequenos pontos, mas com a leve alusão de um sorriso” Fonte: Enciclopédia Mirador Internacional.

Amadeo Modigliani

Modi nasceu em Livorno, Itália em 1884, mudou-se para Paris em 1906 onde conheceu diversos artistas como, Pablo Picasso,  foi influenciado por Henri de Toulouse-Lautrec e Paul Cézanne até criar seu próprio estilo. Tornou-se amigo de Maurice Utrillo, Brancusi e Léopold Zborowski, que foi seu marchand. Na infância sofria de tuberculose que acompanhou sua vida toda. Morreu em 1920, em Paris, com meningite tuberculosa, agravada pela pobreza, excesso de trabalho, alcool e drogas (haxixe).

Amadeo Modigliani

Nesse período, a fotografia já estava difundida e começavam a surgir as primeiras fotos coloridas. Assim, os artistas ganharam a liberdade de expor a sua visão do mundo de forma única, foram assim que surgiram os impressionistas. Porém, as obras de Modigliani não são filiadas a nenhum estilo, sendo identificado um estilo único e autônomo.

Portrait of Jeanne Hébuterne. Modigliani. 1918

Várias telas de Modigliani

Portrait of Leopold Zborowski. Modigliani. 1916.

Woman with Black Cravat. Amadeo Modigliani

O filme “Modigliani, paixão pela vida” relata a vida completa de Amadeo de forma encantadora. É um drama que conta a rivalidade com Pablo Picasso e o trágico romance com Jeanne Hebuterne.  Recomendo!

Capa do filme "Modigliani, paixão pela vida" com Andy Garcia

Fontes:

UOL Educação – Amadeo Modigliani

Artista da Vez: Toulouse-Lautrec

Padrão

Hoje começam as aulas aqui na universidade, será o início do meu trajeto nas Belas Artes e estou ansiosa pra isso. Espero que dê tudo certo. Isso me lembra a monografia que fiz no meu curso de Publicidade e Propaganda sobre Toulouse-Lautrec. Fantástico! Amo esse homem… meu miudinho (com todo respeito).

Como ultimamente estou assistindo milhões de filmes, vou trazer pro blog dicas de cinema também. Eu acho ótimo conhecer a vida&obras de pessoas através de filmes. É uma maneira rápida e gostosa de conhecer alguém. Rsrs! Depois dos filmes dá pra olhar suas obras com outros olhos e quem sabe até pesquisar mais. Tem dois filmes que me marcaram (sobre Lautrec). Os dois têm o mesmo nome: Moulin Rouge.

O filme Moulin Rouge é um Drama de  1952 com 119 minutes e em cores (ê!). Ele conta a trajetoria da vida de Lautrec todinha. Lindíssimo o filme. Pra quem estiver curioso pra conhecer quem foi Lautrec (o que ele fez e como era a personalidade dele) e como é Moulin Rouge, é esse o filme que você deve assistir. Eu amei o filme! ♥

Filme Moulin Rouge de 1952.

O Moulin Rouge! que chegou com a tradução Moulin Rouge, Amor em vermelho (nuossa!) é um Musical de 2001 com 126 minutos. Achei legal, confesso que gostei da parte da Green Fairy (a visão com absinto ou algo do tipo). É mesmo muito divertindo ela cantando “The hills are alive with the sound of music…” ficou bonitinho, sim! Até porque eu amo o musica The Sound Of Music ou A Noviça Rebelde. Enquanto ao Moulin Rouge! eu indico somente pra quem não quiser saber/conhecer o Moulin Rouge e nem Lautrec. Aí sim você pode gostar do filme. : )

Filme Moulin Rouge! de 2001.

Apesar de amar e sempre pesquisar algo sobre Lautrec não vou mais entrar em detalhes sobre ele. Vendo o filme de 1952 dá pra saber tudo… depois o mais divertido é mesmo pesquisar.  Vou deixar algumas telas  que ele fez (umas das minhas preferidas) pra sua inspiração.

Toulouse-Lautrec. La Toilette, 1896.

Toulouse-Lautrec. Dancing at the Moulin Rouge: La Goulue, 1895.

Toulouse-Lautrec. At the Dressing Table.

Toulouse-Lautrec. (Cartaz) Moulin Rouge. 1891.

Toulouse-Lautrec. Le Lit.

Lindo, né?

Fonte das imagens:

All Posters